15/01/2015

Hamster - Posse Responsável


10 Mandamentos da Posse Responsável dos Hamsters


As necessidades da posse responsável de cada pet variam de animal para animal,  pois cada um possui necessidades específicas. Abaixo, listamos os dez cuidados essenciais que os donos de hamsters devem ter com seus hams:



1 - Atendimento veterinário: Os hamsters, como todos os demais pets, precisam de atendimento veterinário. Podem adoecer, se machucarem ou sofrerem de má oclusão dentária. Cabe ao dono já ter em mãos o número de um veterinário especializado em silvestres/exóticos de confiança e guardar uma pequena poupança para cobrir gastos com consulta, medicamentos ou cirurgias.
Lembre-se: Negar atendimento médico a um animal é negligência, e é crime. Coloque-se sempre no lugar de seu pet.

2 - Dieta segura: É importante oferecer ração própria e alimentos de qualidade para seu hamster. Busque um pet shop físico ou virtual que venda a ração apropriada para o pet, providencie grãos frescos para o suplemento alimentar, vegetais frescos e proteína animal de qualidade.
Lembre-se: Apenas grãos específicos podem ser utilizados no suplemento alimentar. Jamais ofereça insetos que não sejam criados em cativeiro.

3 - Alojamento adequado: Hamsters devem ser criados em gaiolas ou terrários dentro de casa, pois são muito sensíveis a mudanças de temperatura. É necessário providenciar uma gaiola/terrário de tamanho apropriado, onde o hamster tenha espaço para escalar e brincar.
Lembre-se: É importante também que o alojamento seja seguro, sem o acesso de predadores como gatos, aves de rapina, etc.

4 - Ambiente unitário: Sendo animais de solitários, os hamsters devem ser mantidos sozinhos. Por mais que você ache que seu pet precise de companhia, de "um amigo", os hamsters não aceitam outros animais em seus alojamentos. Um hamster forçado a viver acompanhado, terá uma vida estressante e infeliz.
Lembre-se: Respeite a particularidade desse roedor. Siga a regra máxima de: um hamster por alojamento.

5 - Necessidades especiais: Os dentes incisivos dos hamsters estão sempre crescendo. Com isso, é necessário fornecer alimentos próprios que auxiliem no desgaste dos dentes. Blocos minerais são boas opções.
Lembre-se: Brinquedos de madeira auxiliam no desgaste, mas devem ser feito com madeiras próprias para roedores.

6 - Higiene do pet: Hamsters não tomam banho com água, nem com pó de carbonato de cálcio. Eles se limpam sozinhos, lambendo o corpo. Hamsters sírios angorás necessitam de escovação, ao menos, uma vez por semana, para manter os pelos limpos. A única forma de banho que os hamsters podem tomar é o chamado "sand bath", ("banho de areia" em inglês), utilizando areia de banho especial para chinchilas.
Lembre-se: Banhos com pó podem causar problemas respiratórios, oculares e de pele. NÃO confunda banho de areia com banho de pó. Muito menos areia comum. Banho com água pode causar pneumonias e micoses. Não banhe seu hamster.

7 - Higiene do alojamento: Para que o animal consiga se manter limpo, é importante que o alojamento seja devidamente higienizado. O substrato deve ser trocado semanalmente, ou a cada quinze dias.
Lembre-se: A higiene do alojamento está diretamente ligada a saúde do hamster. Ambientes sujos facilitam o aparecimento de doenças como micose, sarna, problemas respiratórios e bactérias. Trocar o substrato do alojamento com muita frequência pode estressar o hamster e causar irritação nas glândulas de cheiro dos mesmos.

8 - Check-up: É importante pesar seu hamster semanalmente. Esses roedores costumam esconder sintomas de doenças. Com isso o dono pode demorar dias ou semanas para perceber que seu pet não está se alimentando direito. A pesagem semanal ajuda o dono a manter um controle e saber se o bichinho está ganhando ou perdendo peso. Verifique também o crescimento dos dentes.
Lembre-se: Perdas bruscas de peso ou de forma progressiva, são sinais de emergência.

9 - Enriquecimento ambiental: Hamsters não são muito ativos, preferindo dormir em suas tocas durante o dia, e acordarem a noite para brincar. É preciso que o dono deixe o alojamento deles o mais interativo possível. A rodinha de exercício de tamanho compatível a espécie do hamster (20cm a 28cm no caso de sírios, e 16,5cm a 20cm no caso de anões) é um item essencial. Brinquedos que envolvam alimentos, como mobiles de madeira com petiscos,  bolotas com sementes dentro e etc são uma boa forma de seu hamster se exercitar e se distrair enquanto se alimenta. Esconderijos como tocas e túneis ajudarão o pet a se sentir seguro. Tocos de madeira são divertidos e ajudam no desgaste dos dentes incisivos (da frente).
Lembre-se: Enriquecer o ambiente do seu pet é importante, mas também é importante que ele possua bastante espaço para correr e escalar. Não atulhe a gaiola com acessórios demais.

10 - Interação e socialização: Por mais que sejam animais tímidos e que preferem serem deixados sozinhos, os hamsters também gostam de interagir com seus donos. É recomendado que você interaja com seu pet diariamente. Além de trocar a água e repor os alimentos, procure, sempre que possível, conversar com seu hamster. Eles aprendem a reconhecer o dono pela voz e cheiro. Dar petiscos na boca e deixar o animalzinho passear na sua cama também são boas formas de criar laços com seu bichinho. É importante que o pet confie em você e não o veja como uma ameaça, e sim, como mais um companheiro, mesmo que de espécie diferente.
Lembre-se: Nem todos os hamsters gostam de colo, e poucos gostam de carinho. Os hamsters são presas, ou seja, correm primeiro e olham depois, então, podem se assustar com ruídos altos, cheiros diferentes, e movimentos bruscos, podendo morder. Cada hamster tem sua personalidade, e cabe ao dono respeitar isso.

Certificando-se de tomar estes cuidados essenciais com seu hamster, a convivência com seu pet será muito mais segura e responsável. Quem ama, cuida.



Por: Louis Patrick Fortunato Nunes.

Nenhum comentário :

© 2014-2015 Pets e Fofuras | Todos os direitos reservados